segunda-feira, 30 de julho de 2007

As lágrimas amargas de Petra von Kant

Die bitteren Tränen der Petra Von Kant - 1971
Diretor: R. W. Fassbinder

Escrevo mais para recomendar o filme do que para comentá-lo. É complicado escrever uma sinopse. O filme todo se passa no quarto de Petra von Kant, uma famosa designer de moda que acaba de se divorciar. Com apenas seis personagens (só mulheres), o filme é constituído basicamente por diálogos, e mostra as estranhas relações entre as personagens, os sentimentos nem sempre recíprocos e o drama do conflito de interesses.

Provavelmente eu não convenci você, leitor, a ver o filme. Então, lá vai: tem um casal de lésbicas.

Pronto, ganhei.

Tá, mas o filme é bem foda, vale a pena assistir.
_______________________________________________________
"L'État, c'est moi" - Luís XIV, que entrou pra história com a frase que todos gostariam de poder dizer. Ele era foda. Não pelo governo; pela frase.

2 comentários:

Anônimo disse...

¬¬ uiuiui tem lésbicas, todos os homens são um bando de idiotas e gostam de ver duas mulheres se agarrando (embora se são dois homens, eles são totalmente contra)

ÃI QUE RAIVA

Anônimo disse...

não é questão de ser contra, mas simplesmente nao é legal de assistir, oras...