terça-feira, 6 de novembro de 2007

Medíocre

Taí, provavelmente a palavra mais deturpada da língua portuguesa. Ouço-a quase todos os dias, sempre em sentido pejorativo, desmarecedor. "Fulano é medíocre", tipo, Fulano é um imbecil, incompetente, comedor de bosta.

Pô, não entendo. Aliás, eu entendo. Os outros é que não entendem. E nem precisa ser um estudioso de etimologia pra perceber. Medíocre. Vem de médio. Medíocre, aquele que está na média. Não é nem bom, nem ruim. Não tem nada de mais. Ordinário. Sem gosto. Blé.

Mais de uma vez, escutei pseudo-gradações como "existem profissionais ótimos, profissionais medianos e profissionais medíocres". Tá, então. Eu só quero saber onde estão os ruins, que a gente encontra todo dia por aí.

Mudando de assunto: acabo de ver no Terra a notícia: BRA pára de voar e demite todos os funcionários.


Assim mesmo, sem maiores explicações. Tipo assim, parou de voar e demitiu todo mundo. Genial. Non-sense. Quando eu for um multi-trilhonários, e tiver um dia ruim, certamente eu vou entrar de porre no escritório e demitir todo mundo. É de pessoas sem-noção, insensatas assim mesmo, que o mundo precisa.

Um comentário:

Bruno disse...

mas normalmente ser chamado de "comum", "vulgar" é ofender, né

XD


e se eu dissesse que esse teu post é medíocre, ficarias ofendido, não?
hehehehehehhe