terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Top 5 - Coisas que eu definitivamente não sei fazer e talvez nunca descubra como

1 - Dizer não:
Tenho um certo sentimento de vergonha ao admitir que, para mim, é quase uma dor física ter que ser a (ou uma) pessoa chata e dizer "NÃO" para algum inocente (bem-educado) que cruze o meu caminho. Isso inclui desde "não vou conseguir completar as minhas 128901201 páginas do trabalho porque vou numa festa sexta, será que tu poderia fazer pra mim" ao "por favor, me alcança aquela tábua de 120 quilos, já que tu tá mais perto" (ok, abstraiam para alguma situação análoga). Não que eu me importe com a pessoa em questão, longe disso. É muito mais um sentimento egoísta de querer ser vista com bons olhos do que qualquer preocupação com o bem-estar alheio. Sério.


2 - Ouvir pessoas dizendo coisas absurdas e ficar quieta:
Situação banal de final de semestre - com o trabalho para ser entregue em 3 dias, tem-se material para ser inserido que equivaleriam a 6 dias. Resultado: empurra-empurra, gente emburrada e acusações recíprocas. Divididas as tarefas, ficam faltando apenas pouquíssimas informações a serem, por fim, completadas. É decidido que um colega, em posse dos dados, será o responsável por inserir a única tabela que falta. Depois de alguns dias sem ouvir notícias dele, o grupo manda um e-mail no dia da entrega, perguntando se a mesma já havia sido feita. A resposta é que "ao invés de ficar perguntando quem vai entregar, alguém deve tomar a iniciativa e postar...", mas já que ninguém no grupo foi brilhante o suficiente para fazê-lo ainda, ele resolverá o problema entregando o trabalho, pois "chamar a responsabilidade a si não é a morte". Juro que, mesmo na boa educação cristã na qual fui criada, não é, de maneira alguma, possível manter a calma com um comentário (grosso, irracional e desnecessário) desse tipo. Ainda mais tendo sido uma das únicas pessoas que tirou tempo de um DOMINGO para digitar e formatar mais da metade do negócio.
Será que não é ÓBVIO (com letras garrafais) que quem completa por último o trabalho é quem deve fazer a entrega? Será que não é ÓBVIO que, se alguém além dele tivesse feito a entrega, o trabalho estaria sem a droga da tabela? Aparentemente, não.
Confesso que não estou orgulhosa de ter escrito o que escrevi, mas a verdade é que perguntei se ele era idiota assim mesmo ou se estava só se fazendo. Aí ele ficou ofendido. Mas, incrivelmente, não soube explicar o porque de ter cobrado dos outros colegas a postagem no moodle. Mas admitiu, vejam só, que "havia se enganado" ao escrever aquilo no e-mail. Ah tá.
Comentários absurdos: não sei lidar com.


3 - Esperar (qualquer pessoa ou coisa) por mais de 15 minutos sem ficar um pouco alterada:
É assustador o que uma pessoa (eu) se leva a fazer quando o tempo de espera excede os 15 minutos. Contar tijolos ou os paralelepípedos da calçada era o meu máximo, até que, em uma ocasião, acabei por dar nomes e atribuir personalidades a eles.
O melhor é descontar a frustração no ser humano cuja demora é a causa do tédio e da espera. Tenho algumas técnicas que normalmente funcionam (assunto para algum post futuro). No entanto, quando é uma daquelas pessoas incorrigíveis, não tem escapatória: é marcar uma hora com o sujeito e sair de casa só quando ele ligar, preocupado por você ainda não estar lá. Levar um gibi da mônica na bolsa é, também, uma opção.
Eu costumava pensar que essas pessoas criavam esse tipo de situação por elas mesmas não gostarem de esperar os outros. Mas descobri que são as que normalmente menos se importam se você aparece três horas depois do combinado, e que realmente se atrasam por distração, mal notando que isso causa algum inconveniente a terceiros.
Só posso imaginar como essas pessoas fazem para chegar no horário em uma entrevista de emprego. Ou talvez elas simplesmente não façam.


4 - Ir para uma festa sem ficar com sono 15 minutos depois:
Não sei o que tem de errado com o meu sistema fisiológico, mas é realmente impossível, para mim, permanecer alerta em qualquer evento social depois da meia noite. Antes que eu me dê conta do fato, minhas pálpebras começam a pesar de tal maneira que começo a pender a cabeça para os lados. As pessoas ao redor, crentes de que estou sob algum efeito alcoólico, se afastam assustadas, diminuindo, assim, as minhas opções de encosto. Isso se estou sentada. Se estou de pé, normalmente encontro uma parede amiga e me encosto até abstrair do ambiente barulhento da festa e me imaginar numa cama confortável e quentinha! Normalmente acabo por ir para a casa cedo, já que não posso recorrer à bebida (que me deixa com uma vontade ainda maior de dormir).


5 -Andar de salto alto sem inflingir a mim mesma dor, sofrimento e humilhação:
Sorte dos outros integrantes do grupo, que não têm esse tipo de problema (que eu saiba). No entanto, às vezes me sinto como se tivesse sido banida do mundo da elegância feminina por ser inconvenientemente descoordenada, especialmente no que diz respeito a saltos. É verdade que ao menos posso ser motivo de risada para quem quer que me acompanhe com o olhar na rua, já que torcer o pé é algo certo. Juro que ouvi uma mulher murmurar "pobrezinha" pra mim uma vez, sendo que eu nem tinha caido ou tropeçado: ela meramente havia percebido como eu não sabia caminhar direito!


6 - Finalizar posts.
Sei que esse era apenas um top 5, mas

3 comentários:

Waick disse...

1. A Daphne não consegue dizer não, aproveite-se quem quiser =P

2. Essa questão dos trabalhos é bem simples: if you wait for long enough, someone else will just have to do it.

3.Odeio pessoas que se atrasar. Não, espera, eu quis dizer ODEIO. E que se enrolam, também. Odeio pessoas que demoram demais pra fazer as coisas.

4. Pois é, né? Acho que teu próximo aniversário tu pode fazer no McDonald's, 5 da tarde, com teatro de fantoches e brincar nas bolinhas.

5. Se tu já caía da escada de tênis =P

6. Também não sei.

gabriela disse...

venho aqui me opor a esse post.. pq metade do post (exclui a parte do trabalho, pq a gnt fazia tudo certo sempre iajsiajsi) É MENTIRA!!!
como assim não sabe dizer não?? tu sempre diz não pra mim!!!! vamos pedir pizza de queijo! NAOOOO!!! de atum.. vamos numa festa sexta? NAOOOO!!
e a questão do atraso entãoo?? pff.. caros leitores (alguem le isso aqui alem de quem posta e eu??) não cheguem na hora certa.. no minimo 1 hora depois.. ela se atrasa, e muito!
bom.. as unicas certas é que tu tá uma velha e não fica alem da meia noite numa festa (a nao ser quando tu sai com o teu namorado na festa q ele filma..ai tu fica ate as 6 ¬¬) e que tu cai de tenis, salto alto, chinelo aisjaijsiajsiajs
escadas são perigosas aisjaisjaijsas
NUNCA fiquem ao lado dela numa escada, eu disse NUNCA haha

Daphne Endress disse...

eu só me atraso quando dependo do namorado!!! raramente faço isso sozinha... e como é quase sempre ele que me dá carona, é chato reclamar do horário, né? (e como ele TE dá carona mtas vezes tb...) :P
e eu nunca vou em festas contigo por causa dos itens 4 e 5. :)