sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Windows Live Writer

Então eu baixei esse tal de Windows Live Writer, que supostamente deixa com que eu possa visualizar os posts do blog enquanto estou escrevendo, e publica automaticamente pra mim quando eu terminar. Como o editor de textos do blogger é um lixo, impossível de usar, com uma telinha minúscula, e que ainda por cima publica tudo errado. Por isso, e também porque eu não tenho nada melhor pra fazer, resolvi baixar esse tal de Live Writer pra experimentar. Além disso, é uma oportunidade única de fazer uma resenha em tempo real, já que estou escrevendo nele agora mesmo.

Não que alguém queira ler uma resenha sobre o Windows Live Writer, mas eu não achei nada de mais útil pra postar. Não que eu vá me estender sobre o assunto. Só vou dizer que A) É melhor que o editor do blogger; B) Mesmo assim continua sem a possibilidade de editar o espaçamento – tem que fazer no Word e colar aqui, daí funciona; e C) Eu não vou editar esse post depois de publicado, como eu faço com os outros depois de mandar pelo editor do blogger, portanto, se a formatação sair toda torta, é porque o programa não presta.

Mas, mudando de assunto, comecei a baixar ontem o Battlefield. O primeiro mesmo, de 2002. Porque eu descobri que é muito mais fácil baixar jogos com uns 5 ou 6 anos de atraso, já que assim não é necessário comprar um computador de última geração pra poder jogar. Daqui a uns cinco anos, eu vou baixar o GTA IV, me aguardem.

Daí eu deixei baixando a noite inteira, mas não adiantou nada, porque o computador entrou em espera em meia hora. Eu odeio quando o windows faz isso. Wrah!

Mudando de novo de assunto, tá todo mundo falando daquele cara que tatuou um Ray Ban no rosto. Se esse não é um motivo pra bater em alguém de óculos, eu não sei o que é.

Nenhum comentário: