domingo, 11 de abril de 2010

Wuthering Heights

Melhor história de vingança. Ever. Sério.

Ok, começando pelo princípio: Wuthering Heights é o único romance publicado pela Emily Brontë, e os tradutores de Sessão da Tarde que a gente tem por aqui acharam que O Morro dos Ventos Uivantes seria um bom título. Ok que o título é difícil de traduzir, mas, né?

Enfim, o livro conta a história de Heathcliff, um órfão adotado por uma família rica que, após a morte do seu benfeitor, é maltratado por seus descendentes e amigos, com a exceção de sua irmã adotiva. Ele é é apaixonado por Catherine, e ela por ele, mas ela acaba se casando com Edgar Linton, o herdeiro rico da família vizinha.

Entra aqui uma breve explicação: Wuthering Heights é o nome da propriedade onde Heathcliff e Catherine vivem, e Edgar e sua irmã Isabella vivem na propriedade vizinha, Thrushcross Grange, ambas semi-isoladas do mundo.

O fato é que, depois que Catherine se casa com Edgar, Heathcliff foge e só retorna anos depois, quando sua amada está para morrer. Antes de partir, ele havia jurado vingança contra todos os que o haviam maltratado, e principalmente contra os que ele julgava responsável pela morte de Catherine.

Eu não vou dar muitos detalhes pra não dar spoiler pra ninguém, mas a vingança de Heathcliff é tão mirabolante e esmagadora que não dá pra descrever brevemente. O personagem é quase uma mistura da maldade do Sauron com a genialidade manipuladora do Cartman. O fato é que não só ele atormenta todos os seus desafetos até a morte deles, ele trama pra se apropriar tanto de Wuthering Heights quanto de Thrushcross Grange, e depois continua torturando e infernizando os descendentes dos desafetos, que são colocados pra trabalhar como empregados nas terras que eram dos seus pais.

Wuthering Heights foi votado em uma pesquisa que eu não me lembro se era do Telegraph ou do Guardian como a melhor história de amor, à frente de Pride and Prejudice, Romeu e Julieta e Jane Eyre. Apesar de ser mau além da possibilidade de descrição, Heathcliff passa a vida inteiro obcecado por Catherine, acreditando que seu espírito ainda esteja perto dele, e vou parar de escrever pra não estragar a história pra ninguém.

Vale a pena ler. Sério. E o que é melhor, a edição vagabunda em inglês custa só R$ 7 na Cultura.

Nenhum comentário: